• fpcuesta@gmail.com

Vis e Bisevo. Um passeio de barco desde Hvar, percorrendo as três grutas e a vila de komiza. Um post Fotográfico. Imperdível!

Vis e Bisevo. Um passeio de barco desde Hvar, percorrendo as três grutas e a vila de komiza. Um post Fotográfico. Imperdível!

Ainda estou devendo 2 posts sobre a série da Croácia. Esse penúltimo trata de um day tour desde Hvar. O último, tratará de Dubrovnik, a jóia da coroa dálmata. Pois bem, em um dos três dias que passamos em Hvar, fizemos o tour privativo das três grutas, que é um dos produtos mais vendidos na alta temporada, junto com o outro passeio também imperdível, à ilha de Brac/Bol para conhecer a praia mais famosa da Croácia, Zlatni Rat. Essa jornada de visita às três cavernas marinhas é o que vou contar neste post. Contudo, por mais que eu fale e escreva, nada nesse relato conseguirá superar ou traduzir as fotos. Por isso, colocarei pouco texto e muitas imagens. Fotos da entrada da gruta verde. 

unnamed (85)

unnamed (50)

E, se não bastasse a beleza quase surreal desses lugares, tudo ficou ainda mais incrementado porque ainda não estávamos na alta temporada (apenas em meados de maio), e então os locais visitados estavam muito vazios, quase desertos, o que aumentou o encanto do roteiro. Acordamos cedo e, por sorte, estava o dia de sol perfeito e também estava confirmado que o vento do dia permitia o passeio. Sim, pois se o vento soprar no sentido sul, não há como realizar o tour porque as ondas do mar batem na entrada minúscula da gruta azul e inviabilizam a visita, tornando-a muito perigosa. É um passeio top na ilha e recomendo muito a sua realização. Tivemos sorte também com o skiper de nosso barco, o capitão Damir, um sujeito pacato e gente boa, fera na condução do speed boat e profundo conhecedor dos mares e dos atalhos da região, portador de um olhar triste decorrente de memórias recentes das brutalidades presenciadas na guerra dos balcãs. Além disso, cumpriu o roteiro sem pressa, demonstrando grande conhecimento dos locais em suas explicações, passando pela gruta verde, a azul e a monk seal cave, que tem este nome pois era um grande refúgio de focas, que sumiram da costa croata há alguns anos não se sabe por qual razão. Além das 3 cavernas, passamos também pela vila de komiza e fizemos outras pequenas paradas. Recomendo sua empresa para esse tour, a llirio´s hvar tour.

unnamed (54)

Pois bem, após cerca de uma hora de navegação rápida com o mar pouco batido, o que facilitou as coisas, chegamos na ilha de Vis, onde faríamos a primeira visita do dia, a gruta verde. A ilha de Vis era fechada ao público e aos cidadãos comuns na época da Iugoslávia, pois era uma base militar estratégica do país, onde se faziam manobras de treinamento da marinha, exército e aeronáutica. Poucos eram os privilegiados que podiam explorar suas belezas além do Marechal Tito e seus comandados. A gruta verde, apesar do nome, tem um belíssimo tom azul em sua entrada. quando não está muito cheia, os barcos podem entrar e circular, girando em seu interior. Fizemos isso. No teto da caverna, o exército iugoslavo fez um furo artificial para permitir a entrada de luz na gruta. Arriscamos um mergulho, mas não deu pra nadar muito porquê a temperatura da água estava muito baixa no Adriático, bem desconfortável ainda.

unnamed (87)

unnamed (53)

unnamed (51)

unnamed (55)

unnamed (49)

A gruta verde tem esse nome pela coloração que se enxerga de dentro dela, bem esverdeada, como se pode ver na foto acima. O ponto mais claro no meio da foto é exatamente o reflexo dos raios de sol que penetram a gruta pelo buraco feito em seu teto pelos militares e acaba batendo na água e gerando esse efeito. Essa primeira parada já foi espetacular. Mas o melhor ainda estava por vir. Saindo da gruta verde, foi preciso encarar outros 45/50 minutos de navegação até a ilha inabitada de bisevo, um pouco mais longe e localizada ao sul de Vis. Em um trecho da enseada desta ilha, fica a famosa gruta azul. Foto abaixo da entrada da atração.

unnamed (89)

unnamed (48)

A entrada é bastante estreita e pode ser visualisada na foto acima, É o menor e mais baixo dos buracos, situado bem no centro da foto. Para ingressar na gruta azul, somente barcos menores podem fazer a travessia. Então, paga-se uma taxa ambiental e passa-se para um barco menor, que contorna uma pequena enseada e finalmente chega ao local. Outra questão interessante é que há um horário específico para o ingresso na gruta azul em que a iluminação interna fica em seu auge e este horário se dá entre as 11 e as 14 hs. Fora desse intervalo, a entrada no local perde seu encanto.

unnamed (44)

unnamed (57)

unnamed (58)

unnamed (45)

unnamed (97)

Essa parte mais azul tem uma abertura em baixo que sai para o outro lado no mar, fora da gruta. Por isso a luz solar penetra pelo exterior na parte de baixo e permite esse cenário praticamente irreal. Para pegar o barquinho que leva até a gruta, os barcos maiores estacionam na belíssima enseada das fots abaixo. O barquinho apenas contorna e a gruta se localiza do lado oposto:

unnamed (88)

unnamed (46)

unnamed (47)

Após a visita à gruta azul, passamos por vários locais ao redor da ilha de bisevo, com pontos em que o barco para para mergulhos. Formações rochosas incríveis, contrastando com a cor cristalina do mar. E, como parte do trajeto, o barqueiro nos levou a uma praia semi-deserta (que no dia estava realmente inabitada) onde, em tese, poderíamos almoçar. Mas, ao chegarmos, o mini restaurante estava fechado. Ficamos na praia por 40 minutos e depois partimos.

unnamed (59)

unnamed (60)

unnamed (65)

unnamed (66)

unnamed (61)

unnamed (62)

unnamed (63)

unnamed (91)

unnamed (64)

Apenas no momento de partida dessa praia maravilhosa, apareceu um outro barco com pessoas sortudas como nós, que visitariam aquele pequeno paraíso isolado. Em seguida, navegamos até Komiza, uma pequena vila de pescadores na ilha de Vis, mais próximo do que a gruta verde por ser no outro lado. Nessa ocasião, almoçamos uma pizza em um dos poucos restaurantes que estavam abertos (ainda não estávamos na alta temporada, sequer a temporada havia iniciado). Após o almoço, tivemos 45 minutos para caminhar pela pacata vila, com sua bela orla e ruelas estreitas:

unnamed (72)

unnamed (73)

unnamed (74)

unnamed (92)

unnamed (93)

Deixamos Komiza por volta das 15 hs e navegamos até uma outra enseada nas proximidades, passando por belos locais de mergulho. Finalmente chegamos à terceira gruta do passeio, a monk seal cave, ou gruta das focas. Esse nome se dá porque no passado muitos desses mamíferos viviam no litoral croata. Por razões desconhecidas, eles migraram e nunca mais apareceram desde o início da década de 90. A monk seal cave tem uma abertura alta e estreita e permite também a entrada em seu interior. Os barcos tem autorização para ingressar no máximo 30 metros pelo interior da caverna, mas segundo nos foi informado por nosso guia, ela chega a ter quase 350 metros de profundidade, já sem a incidência de qualquer luz solar…Fotos de outras enseadas percorridas e da monk seal cave:

unnamed (94)

unnamed (75)

unnamed (67)

unnamed (69)

unnamed (70)

unnamed (71)

Antes de regressar a Hvar, ainda passamos por uma outra praia escondida em uma enseada de pedras multicoloridas e de altos paredões. cenário espetacular e inesquecível. Depois retornamos para Hvar com uma nova hora adicional de navegação.

unnamed (76)

unnamed (79)

unnamed (78)

unnamed (77)

unnamed (95)

Chegamos em Hvar por volta das 17 e 30 com segurança e extasiados pelo dia experimentado com tantas paisagens deslumbrantes e inesquecíveis. E, quando caminhávamos para o hotel, uma cena curiosa, mas cotidiana para o povo da ilha. Vimos um grupo de meninos na faixa de 12 anos brincando de bola na praça. De repente, alguém deve ter tido a ideia de arrumar uns trocados e resolveram tentar pescar um polvo. As fotos mostram que a experiência foi bem sucedida contra o coitado do molusco. Os meninos dissecaram o animal e venderam em um restaurante das cercanias em troca de um punhado de kunas. E voltaram à sua brincadeira, como se nada tivesse acontecido,

unnamed (80)

unnamed (81)

unnamed (82)

unnamed (83)

unnamed (96)

E assim, terminamos mais um dia espetacular em Hvar, a versão croata do paraíso…

unnamed (84)

 

Do Rio pro Mundo

17 pensamentos sobre “Vis e Bisevo. Um passeio de barco desde Hvar, percorrendo as três grutas e a vila de komiza. Um post Fotográfico. Imperdível!

HELENAPublicado em  1:42 am - jan 11, 2015

Fantástico, Felipe e Karine, vocês fizeram esse roteiro da Croácia irresistível. Eu pretendia, depois de uma semana na Italia em maio próximo, conhecer da Croácia apenas Dubrovnik; agora não posso deixar de visitar Zadar, Split, Hvar… Meu marido não quer mais dirigir em viagens, não há voos diretos entre essas cidades, muito menos trens, então os transfers vão ser de táxi.

Já vi que você escreveu sobre München, (como é possível encontrar tempo para tantos e tão impecáveis posts?!), não vou nem ler agora, do contrário, mesmo já tendo passado duas semanas lá, vou ter que incluí-la de novo no roteiro da Alemanha, o terceiro país da próxima viagem.

Beijos
Helena

SôniaPublicado em  6:22 pm - jan 18, 2015

Oi Felipe,
Eu e meu marido estamos planejando um roteiro pela Croácia. Lendo seu roteiro vi que vocês foram de Hvar para Dubrovnik, gostaria de saber como foi seu deslocamento.
Obrigada,
Sônia

    Do Rio pro MundoPublicado em  2:49 pm - jan 19, 2015

    Olá Sonia,

    Bem, entre hvar e dubrovnik, voltei pro continente de ferry, cheguei em split e, de lá, embora pudesse ter rumado direto para dubrovnik em pouco menos de 2 horas de estrada, ainda fiz uma incursão de 3 dias na Bósnia-Herzegovina. Mas a melhor opção é essa mesmo. Volte para Split e lá pegue o carro, ônibus ou transfer pro sul. Vc Ttambém pode ir de katamarã pra korcula, mljet e depois dubrovnik. mas neste caso, vc precisa de mais tempo para as paradas nessas ilhas.

LauraPublicado em  8:05 pm - jan 22, 2015

Muito obrigada por seus posts maravilhosos!
Ao lê-los ficamos com uma vontade irresistível de conhecer cada um destes lugares 🙂
Você pode me informar se este passeio é realizado em meados de abril?
Estarei por perto nesta época e, após ler seu post, fiquei com muita vontade de conhecer a Croácia!

    Do Rio pro MundoPublicado em  8:26 pm - jan 22, 2015

    Boa tarde Laura,

    Muito obrigado por seus elogios. eles são imprescindíveis para que siga mantendo a vontade reiterada de realizar esse trabalho.
    Em relação à sua pergunta, infelizmente, creio (com quase 100% de certeza) que, em Abril esse passeio não está disponível, pois a temporada começa a ter algo à partir da segunda semana de maio. Me refiro a tours regulares. Contudo, dependendo da previsão do tempo específica no dia, nada impede que vc contate o operador mencionado no post e tente verificar acerca da possibilidade de um tour particular. Mas, nesse caso, tudo dependerá das condições metereológicas no momento. Se pider ir em maio, encontrará quase tudo já funcionando a pleno vapor,

    Um abraço e qualquer nova dúvida, mantenha contato.

Dubrovnik em PortuguêsPublicado em  10:30 pm - fev 20, 2015

A gruta é um paraíso!! <3
Seus posts sobre o nosso país são fantásticos! As fotos, descrições, tudo… parabéns!
Mas não consigo entrar no seu novo post sobre Dubrovnik?:/

MárciaPublicado em  2:32 pm - mar 6, 2015

Olá.

Com certeza farei esse passeio, sabe informar o preço dele e do pra praia Zlatni Rat em Brac?

AlessandraPublicado em  10:47 pm - mar 30, 2015

Que fotos maravilhosas! parabéns
Estou indo em maio também, gostaria de tirar uma dúvida. Essa visita para a Gruta Verde e Azul é melhor fazer de Hvar ou dá para fazer de Split também?
Obrigada!

    Do Rio pro MundoPublicado em  3:19 am - mar 31, 2015

    Oi Alessandra. Obrigado pelos elogios. É possível fazer o passeio das 3 grutas desde Split também. Mas, se vc. for a Hvar, melhor fazer por lá pois além de ser mais perto, a logística é melhor.

    Um abraço, Felipe.

daniela valerioPublicado em  1:33 pm - maio 2, 2015

Ola Felipe! Vamos para croácia na segunda semana de junho…Peguei seu roteiro como base para montarmos o nosso. Mas fiquei comunas duvidas e gostaria muito de sua opinião. Vamos com nosso bebezao de 1 ano e meio. Vc acha viável fazer este passeio nas grutas com ele? outra coisa e sobre Split ou Zadar. Vamos ter que escolher uma das duas ilhas, pois não teremos este tempo…Qual das duas vc sugere? Muito obrigada e paragens pelo blog!!! Excelente!!!!

    Do Rio pro MundoPublicado em  6:37 pm - maio 4, 2015

    Olá Daniela. Obrigado pelas suas palavras elogiosas que me deixam honrado e motivado.

    Respondendo ás suas perguntas:

    1- Sim, é perfeitamente viável levar o filho pequeno para fazer o passeio das grutas. A menos que ele sabidamente enjoe em barcos. A única questão é que esses barcos costumam navegar em alta velocidade (são pequenas lanchas) e vc. apenas tem que segurar bem o seu filho. Mas tirando isso, o passeio é especial e não vejo qualquer problema em levá-lo. 2- Entre Split e Zadar, embora seja uma escolha bem difícil, eu acabaria optando por Split. Pelo Palácio Diocleciano e pela belíssima orla (embora a orla de zdar também seja muito especial)

    Um abraço e boa viagem.

    Dubrovnik em PortuguêsPublicado em  7:54 pm - maio 4, 2015

    Split é mais famoso, mas se tiverem tempo visitem Trogir também. Para mim é até mais lindo que Split. Boa viagem!

jacqueline acciolyPublicado em  8:19 pm - jun 9, 2017

Olá Felipe! este post realmente é encantador e animador. Vou a Croácia na 2a. quinzena de Agosto e sei que estará tudo muito cheio, logo estou buscando reservar / comprar o que for possível logo. Chego por Zagreb e farei um bate e volta aos Lagos, no dia seguinte partiremos para Split, aqui começa minhas dúvidas. Onde ficar (fazer de base)? Se é melhor ficar em Split e fazer os passeios de barco que indicaram ou fazer Hvar de base para os passeios e retornar a Split dando sequencia a Dubrovnik. O que acham?

Deixe sua mensagem

dezenove − 3 =