A Áustria (Osterreich), que já foi protagonista de um dos maiores impérios que governaram a Europa nos séculos passados e , posteriormente, no transcurso da II Guerra Mundial, se viu debilmente anexada à Alemanha em consequência de um projeto de poder desenvolvido por um ditador tirano e psicopata (curiosamente cidadão austríaco), já estava em minha mira há bastante tempo. Aproveitando um roteiro por Munique e pela Baviera, encontrei espaço para visitar Innsbruck, Salzburg e Hallstatt (Viena ficou para outra oportunidade). Valeu cada dia de visita. E isto é o que passarei a contar a partir desse post. Começarei por Salzburg: Read More →

Conhecer Munique reforçou ainda mais minhas convicções já bem sedimentadas sobre a Alemanha, tanto como país quanto como destino turístico. Trata-se da melhor relação custo benefício da Europa. Limpa, organizada, alegre, segura, festeira, surpreendente e bela. Munique é, por excelência, a cidade tipicamente alemã onde nos reportamos mental e visualmente a todos os conhecidos estereótipos culturais bávaros e saxônicos. E isso é bem legal. Não custa pontuar sempre que a Alemanha me surpreende e me cativa mais e mais a cada retorno. Permitam-me essa alta dose carregada de subjetivismo. Me identifico e me simpatizo tanto com o lugar, que estou a ponto de começar a levar a sério o estudo do idioma, para poder me sentir mais familiarizado em minhas andanças cada vez mais frequentes por aquele país tão único. Read More →