• fpcuesta@gmail.com

Keukenhof e os Campos de tulipas: Um caleidoscócio de flores e cores.

Keukenhof e os Campos de tulipas: Um caleidoscócio de flores e cores.

A Holanda e as flores são quase indissociáveis. Pensar em uma imediatamente remete à outra. E o melhor momento para aproveitar esse esplendor da natureza é na primavera. Exatamente por isso, fomos pra lá nessa época. Do final de março até a segunda semana de maio, as flores plantadas meses antes nos diversos campos e jardins finalmente florescem e se exibem em um excitante caleidoscópio de cores. O período exato depende sempre do tempo e das condições climáticas de cada temporada. Mas, geralmente o melhor momento é na segunda metade de abril. Foi quando lá estivemos. Nesse ano de 2015, contudo, apesar de todo o planejamento, e como para deixar sempre claro que a natureza é quem sempre está no controle, houve um frio inesperado que durou mais tempo do que o normal, atrasando em alguns dias todo o processo. Mesmo assim, tivemos uma experiência deslumbrante.

unnamed (64)

No final de março começa a estação do croco. Os narcisos e primeiras tulipas pequenas vêm em seguida, a partir do início de abril. A partir de meados de abril, os narcisos e jacintos florescem. Por fim, de meados de abril até a primeira semana de maio, as tulipas exibem suas cores gloriosas. As flores dão um colorido todo especial à paisagem holandesa. Além de serem o principal produto de exportação do país, elas também atraem muitos e muitos turistas de todo o mundo, ano após ano, alimentando a forte indústria do turismo.

unnamed (26)

A mais famosa de todas, por óbvio, é a Tulipa, planta que se adaptou maravilhosamente bem ao clima e ao território holandês, embora não seja originária de lá. Os primeiros bulbos foram levados à Holanda há vários séculos, vindos da Turquia, principalmente, e do Irã.  Os bulbos foram transportados para o território Holandês por volta de 1560, quando Conrad Von Gesner, estudioso de botânica, promoveu a classificação das mesmas no ano de 1559. A escolha do nome baseou-se no vocábulo ‘tulipan’, que significa turbante, já que a planta tem um visual similar a esse adorno de pano para a cabeça usado pelos povos orientais. As folhas, quando plenamente abertas, também remetem ao formato visual de belos cálices de vinho, sugestionando ainda mais, ainda que inconscientemente, a beleza de sua aparência. Imediatamente após sua chegada ao país, as tulipas se tornaram muito populares e desde então houve um incremento exponencial na demanda e na atividade de floricultura ao longo dos séculos subsequentes, criando-se uma próspera indústria de flores, comercializadas mundo afora que até hoje geram inúmeras receitas aos produtores, comerciantes e também ao governo sob a forma de tributos.

unnamed (67)

Além das famosas tulipas, que chegam a ter quase 100 variações de cores e tonalidades, várias outras flores são cultivadas na Holanda e também crescem nos parques e campos ao redor do país na época da primavera. Exemplares coloridos de jacintos, narcisos, orquídeas, rosas, cravos, íris, lírios e muitas outras também podem ser admirados em passeios diários. Assim, com grande expectativa, aproveitamos um início de tarde ensolarado de nosso segundo dia em Amsterdam e adquirimos tíquetes para um tour guiado pelos campos de tulipas, e ao famoso parque Keukenhof. O tour, que geralmente parte em um confortável ônibus de turismo de dois andares, tem aspectos positivos e negativos. (foto abaixo do ônibus com o tema do parque em frente à estação central de trem)

unnamed (66)

As vantagens são a otimização do tempo, a não preocupação com transporte e as paradas sucessivas e programadas convenientemente nos campos de tulipas para fotos, na visita a uma fazenda de cultivo de flores e no ponto mais alto de todos, a posterior ida ao Keukenhof, onde o visitante fica livre do grupo para explorar o parque por conta própria por cerca de 03 horas. E essa é a grande desvantagem do tour em grupo. A limitação de tempo em keukenhoff. Queríamos ter ficado ao menos mais 1 hora ou 90 minutos, mas tivemos que retornar ao ônibus para retorno à Amsterdam. Para os que quiserem ir por conta própria, há um ônibus de linha regular que liga o aeroporto de Schipol ao parque, linha 858, ou outros que  saem do centro da capital, da praça Leidseplein. Nesse caso, pegue a linha 197 até o aeroporto e de lá a 858 para o parque. O tíquete Combo desde Amsterdam custa 27.50 euros. Já o ingresso individual ao parque custa 15 euros.

unnamed (25)

Se a pessoa optar pela conveniência do tour guiado, convém não comprar com antecedência o tíquete, a menos que tenha apenas um dia disponível para as visitas. Se tiver uma pluralidade de dias em Amsterdam, deixe para comprar o tour e escolher o dia ideal bem em cima da hora. Explico: O passeio terá muito mais graça e beleza se for feito em um dia ensolarado, sendo quase irreconhecível a paisagem em uma jornada com tempo muito nublado ou levemente chuvoso, pois a ausência de luz solar prejudica o reflexo dos raios de luminosidade nas plantas e a consequente multiplicação de tonalidades de cores. Assim, deixe para estudar a previsão do tempo com precisão em cima da hora e assim melhor exercer sua opção. E não se preocupe com eventuais lotações esgotadas, pois eles disponibilizam tantos tours quanto houver demanda. Não há qualquer risco em se adotar essa estratégia.

unnamed (19)

Feitas as explicações necessárias, passarei ao relato do passeio. Pois bem, a menos de 20 minutos do centro da Capital, já começamos a avistar das janelas do ônibus os maravilhosos campos de flores. Os melhores campos de bulbos ficam atrás das dunas do Mar do Norte, entre as cidades de Leiden e Den Helder. Foi por lá que passamos rumo à Lisse. A paisagem é mesmo surreal de tão bonita e surge repentinamente na esfera visual de todos que passam pela estrada. Como em um passe de mágica, você passa a avistar aquelas cenas que sempre viu em fotos de divulgação do país, revistas de turismo e cartões postais. Um mosaico de painéis, com tonalidades múltiplas, geometricamente divididas em filas pelos campos, gerando formas retilíneas, sucessivas e uniformes: Fotos da Karine abaixo mantendo o colorido original do que avistamos. Não há qualquer retoque em computador capaz de alterar a verdade dessas cores.

unnamed (15)

unnamed (29)

unnamed (30)

Uma coisa que faltou em nosso roteiro e recomendo que todos façam é a contratação de um passeio de bicicleta onde se permite aos visitantes pedalar por entre os campos floridos, fotografando e fazendo piqueniques. Mais um motivo pra retornar no futuro. O ônibus passou vagarosamente por várias paisagens como as das fotos acima, deleitando os passageiros com esses visuais quase inacreditáveis.

unnamed (16)

unnamed (28)

unnamed (27)

unnamed (17)

Em seguida, tempo para visita a uma fazenda de tulipas e flores, onde o proprietário da terra, exportador de flores e expositor, recepcionou o grupo e explicou todo o processo de escolha dos tipos de vegetais, cultivo e diversas etapas do processo até o momento do ápice quando se atinge a floração exuberante. Na fazenda, tivemos a oportunidade de caminhar por entre os campos de plantações floridos e fotografar a paisagem. Em seguida, houve ainda uma visita a um pequeno museu com amostras de flores, decoração típica e uma lojinha de souvenirs e ítens afins.

unnamed (22)

unnamed (23)

unnamed (18)

unnamed (84)

unnamed (20)

unnamed (24)

Finalmente, nos dirigimos para a visita ao lugar mais esperado da viagem, a razão de nossa ida à Holanda nessa época exata, a cereja do bolo, o mundialmente famoso parque Keukenhof, que fica aberto ao público por 2 meses apenas a cada ano. O ônibus estacionou em um ponto de encontro demarcado e nos separamos do grupo para uma exploração independente pelo tempo de 3 horas e meia. Essa parte do trajeto não é uma excursão, o que é ótimo. Você se serve da logística e da facilidade do transporte e segue por conta própria para curtir e caminhar livremente pelo lugar. Keukenhof é uma experiência multisensorial inesquecível para pessoas de todas as idades. E para nós não foi diferente. Com a presença das filhas, pudemos aproveitar o local pelos olhos de duas crianças, aguçando e aumentando ainda mais o inestimável brilho da experiência.

unnamed (86)

unnamed (36)

unnamed (68)

unnamed (12)

unnamed (8)

unnamed (82)

unnamed (10)

unnamed (34)

O espaço foi formalmente fundado e inaugurado nos moldes como é hoje, pelo prefeito da cidadezinha de Lisse no ano de 1949, O objetivo inicial foi o de organizar uma exibição de flores que pudesse atrair os criadores de bulbos do país e da Europa, dando assim um novo impulso a indústria de flores no pós-guerra. Hoje em dia, Keukenhof, que cobre uma área de 32 hectares repletos de tulipas, jacintos, narcisos ainda é o maior jardim de flores do mundo e já foi visitado por mais de 53 milhões de pessoas desde que abriu suas portas na metade do século passado.

unnamed (35)

unnamed (3)

unnamed (14)

unnamed (7)

unnamed (71)

Todos os anos, realiza-se um expressivo trabalho de preparação quando 7 milhões de bulbos são plantados e toda a grama do parque é removida e substituída por uma vegetação nova. Tudo isso bem antes do momento  de abertura dos portões, o que ocorre em meados de março. O parque, como dito acima, fica aberto por cerca de 2 meses a cada ano. Além dos 7 milhões de bulbos, abriga uma série de caminhos de pedestres entre a vegetação que, caso fossem somados, atingiriam cerca de 15 km. Um total de 2500 árvores de 87 espécies diferentes habitam o local. Além disso, lindos lagos, painéis de flores e ainda quatro pavilhões fechados (Willem Alexander, Beatrix, Juliana e Orange Nassau), que abrigam estufas, museus e exposições temporárias.

unnamed (9)

unnamed (70)

unnamed (72)

unnamed (13)

unnamed (11)

unnamed (87)

E, também, a cada nova temporada, a organização do parque escolhe um tema para homenagear. Então prepara jardins especiais que remetem ao tópico de destaque e realiza também uma exposição sobre o mesmo. Em 2015, o tema escolhido foi Vincent Van Gogh, pintor pós-impressionista que tinha, assim como o parque, uma íntima vinculação com cores, com flores e com tonalidades fantásticas. Em um dos pavilhões, visitamos uma bem montada exposição interativa sobre a vida e obra do artista, inclusive com uma parte voltada para as crianças, que recebiam telas e tintas, sendo estimuladas a pintar. Abaixo, fotos de um painel de pétalas de flores formando a fisionomia do pintor e do interior da exposição:

unnamed (6)

unnamed (5)

unnamed (4)

Ficamos cerca de 3,5 horas curtindo o Keukenhof, um pouco menos do que queríamos. Tudo muito limpo, arrumado e organizado. Isso sem falar na beleza sublime dos cenários e dos jardins. Passeando pelo local, são tantas cores em profusão explodindo a sua frente que por vezes dá até pra ficar com o cérebro confuso e se imaginar em um cenário psicodélico do filme Alice no País das Maravilhas. Você se sente tão estimulado visualmente que parece que está em transe, aguardando o chamado do coelho branco se dizendo atrasado e que te levará para uma outra dimensão. Surreal!

unnamed (83)

unnamed (63)

unnamed (81)

O parque conta ainda com lojas de souvenir e uma boa infraestrutura de banheiros e restaurantes de apoio, permitindo que o visitante passe confortavelmente várias horas muito agradáveis explorando todas as maravilhas do lugar. No website oficial, o visitante pode encontrar toda a informação necessária adicional para planejar sua visita e até mesmo adquirir tíquetes e tíquetes combo online. Portanto, se estiver pela Holanda nessa época não deixe de conferir a atração.Finalizada a visita, sentamos um pouco em um restaurante em frente ao lago com uma escultura de chafariz próxima à entrada e pude relaxar degustando uma Leffe Tripel, já preparando o espírito para a Bélgica (etapa seguinte do roteiro) e suas maravilhosas cervejas…

unnamed (85)

Saúde!

 

Do Rio pro Mundo

2 pensamentos sobre “Keukenhof e os Campos de tulipas: Um caleidoscócio de flores e cores.

gustavoPublicado em  3:35 pm - jul 24, 2015

Lindíssimo! Os tour em grupo tem prós e contras, mas com toda a família acho que vale a pena, pois otimiza-se o tempo!

Deixe sua mensagem

15 − oito =