• fpcuesta@gmail.com

Category ArchiveFrança

Paris. Sempre Paris…

Entre o segundo e terceiro post da Toscana, resolvi fazer uma breve pausa na série italiana e oferecer aos leitores uma grande crônica sobre Paris.  Vejamos como me saio, já que os eventuais comentários melhor dirão. A proposta aqui é um pouco diferente, pois não se trata do relato de uma única viagem, como em regra faço. Mas, ao contrário, da síntese (um pouco extensa, perdoem-me) do que foi absorvido ao longo de várias visitas…

Provence e Côte d’ Azur. Uma fábula. Parte 4. Capítulo final. Saint Tropez, Nice, Éze e Mônaco.

Dando sequência à viagem, partimos de Cassis e, após o deslumbramento que foi a “Route de Créte”, seguimos pela belíssima via costeira, na direção de Saint Tropez. Nossos giro pela riviera azul foi mais curto do que a rodagem pela provence, contudo, também se viu permeado por momentos inesquecíveis, que ora passo a dividir com os leitores.

Provence e Côte d’azur: Uma fábula. Parte 3. Com destaque especial para um pedaço do paraíso: Cassis!

Prosseguindo a narrativa do roteiro da Provence, no quarto dia, pela manhã, fomos explorar melhor a cidade de Gordes. Esta é imperdível também. Parece um cenário de filme medieval, com as construções em pedra e ruazinhas íngremes com uma praça bem ampla e um visual belíssimo do vale do Luberon. Foto abaixo:

Provence e Côte d’Azur: Uma fábula. Parte 2

Dando sequência à viagem, agora me ocuparei em falar do roteiro e dicas das cidades exploradas. Como disse no post anterior, a pauta sugeria, em regra, duas paradas por dia, quantidade suficiente para entreter e não saturar. A base de apoio foi a cidade de Gordes e focamos na área do Vale do Luberon (foto), considerado o ‘filet mignon’ da região.

Dicas de viagem para a Provence e Côte d’ Azur: Uma fábula – Parte1

A Provence é um lugar bucólico, ensolarado e alegre, repleto de prazeres simples e frugais a serem desvendados pelo viajante, onde a felicidade é captada em cada recanto, numa infinita descoberta de pequenas vilas, com distintos microclimas e sensações. Sua marca registrada é a inigualável paisagem, pintada pelo florescer da lavanda, fenômeno que ocorre geralmente no final da primavera, gerando inúmeros tons de roxo e lilás, que se misturam harmonicamente ao verde dos campos, para causar um impacto visual capaz de fazer balançar o mais cético dos observadores.